sábado, 12 de março de 2011

E isto o que foi ? um fim ?

E isto o que foi ? um fim ? um sinal de stop na nossa 'relação' entre os dois ? uma proibição ? um 'acabou' ? o que foi afinal ?
Estou desiludida comigo própria por não ter feito aquilo que merecias ; estou desiludida comigo por não te amar como desejava amar. Estou ainda mais desiludida comigo própria porque te desiludi a ti. Desiludi uma pessoa que esteve sempre comigo ; que nunca me deixou ; que mais me protegeu ; que mais aturou de mim ; que me deu o melhor da sua pessoa ; que foi verdadeiro comigo ; que me quis dar todo o seu amor e que eu não vi. Não vi o que estava mesmo 'debaixo do meu nariz'. Mas como é óbvio sabia que havia algo mais para além duma grande amizade. Óbvio que sabia, não vou negar. Mas nego que não sabia que gostavas assim tanto de mim. Juro que não sabia ; porque se soubesse acredita que isto tinha um fim diferente ; aliás provavelmente nem tinha fim. Tenho o maior sentido de culpa ás minhas costas ; ele persegue-me ; não me deixa ; não me larga ; vai comigo para todo o lado como a  minha própria sombra. Já pedi desculpa , mas como é óbvio nada disso acaba com a dor eu sei. E aquilo que mais me fascina em ti , é o teu poder ; o poder de fazeres com que eu não fique chateada contigo ; és talvez a única pessoa que eu peço desculpa de casa vez que faço asneira ; não escondo nada de ti ; soubeste sempre tudo , tudo mesmo. Protegias-me de tudo e de todos. Falávamos tudo e de mais alguma coisa ; era incrível o 'há vontade' que tinha contigo ; parecia que te conhecia há anos. 
E agora ? agora tenho saudades de tudo ; de tudo mesmo. Tenho saudades de quando acordava e tinha logo uma mensagem mais que fofinha no meu telemóvel à espera que acordasse, pois ai o meu dia começava logo bem ; tenho saudades das nossas chamadas , as melhores de sempre ; tenho saudades de quando saia contigo ; tenho saudades de quando via horas no teu relógio ; tenho saudades de vestir a tua camisola com certeza que ela estava comigo porque gostavas mesmo muito de mim , e hoje isso não acontece, não a consigo vestir ; tenho saudades de estar contigo ; tenho saudades de ter sentir presente a meu lado ; tenho saudades de te ter comigo ;r tenho saudades de ter senti meu. 
Podia não parecer mas sentia-te meu ; como se fosses mesmo meu. E acredita que não é por isto que vou deixar de ti como gostava ; porque embora não seres o amor da minha vida , eu gosto muito mas mesmo muito de ti. 
Nunca dei o verdadeiro valor que merecias que desse  ; só começo a dar o verdadeiro valor quando sinto as pessoas partir ; é verdade sou assim. Mas acredita que te admiro imenso , que és sem duvida o melhor rapaz que já conheci. Sou muito orgulhosa por te pedir ainda mais desculpas ; sou muito orgulhosa para isso. Não tenho coragem de te mandar isto, e acho que nunca o vou conseguir fazer. 
Bem no fim de tudo , tenho que te agradecer por toda a tua protecção ; pelo teu grande apoio ; pela tua ajuda preciosa ; pela tua companhia insubstituível ; pela tua amizade ; pelos momentos para recordar ; pelo amor que me deste e que eu não soube valorizar (...)
Peço-te desculpa pelo sofrimento que te causei ; por ser uma desilusão para ti ; por não conseguir expressar-me quanto aos meus sentimentos. Sou uma pessoa confusa ; sem noção de nada. Mereces tudo ; o melhor. Acredita que apesar de tudo , eu gosto muito mas muito de ti ; senão te amo é pela simples razão que não mando no meu coração. Acredita que sim. Nunca me esquecerei de ti ; e peço-te para nunca te esqueceres de mim. 

(estarei aqui sempre para ti prometo-te  )